14 de jun de 2010

Amigo


Que um amigo se reconheça
sempre
na face de outro amigo
e nesse espelho descanse
seus olhos
e derrame sua alma
como crina de um cavalo
levemente pousada no vento

Rosana Murrey

Nenhum comentário: